Post Page Advertisement [Top]

A jovem trans de 21 anos que foi brutalmente espancada por três homens há seis dias, em São Carlos (SP), falou pela primeira vez sobre a violência transfóbica que sofreu. "Eles falavam que viado vai para o inferno, que eu ia morrer, que não ia mais dali mais", relatou em entrevista à EPTV, afiliada da TV Globo, nesta quinta-feira (4).
A trans, que preferiu não se identificar, foi agredida por três homens na sexta-feira (26), no bairro Cidade Aracy, em São Carlos. Ela teve os cabelos arrancados, as orelhas decepadas e recebeu várias facadas pelo corpo.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o crime foi registrado como tentativa de homicídio qualificado. "Diligências estão em andamento para identificação e prisão da autoria", informou em nota.
De acordo com a jovem, ela tinha ido até a casa de um amigo que mora em frente a mata em que ela foi agredida. E que chegando lá, chamou por ele e como o rapaz não estava, ela foi embora.



No caminho, ela foi surpreendida por um homem e puxada para o meio do mato. "Ele me puxou e quando ele foi me arrastando já tinha duas outras pessoas esperando lá. Um com um taco cheio de prego e outro com uma faca", contou.

Assim que o homem que a levou para o meio do mato a soltou, um outro veio e lhe deu um chute na boca.
Fonte G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]


| Desenvolvido por Colorlib - GOOGLE