Rabino diz que Vacina da Covid torna pessoas Mais Gays e Culpa Bil Gates

 

Um rabino popular está afirmando que a vacina para COVID-19 "poderia torná-lo gay".

 

O rabino haredi Daniel Asor disse em um discurso nas redes sociais traduzido por Israel Hayom que "qualquer vacina feita usando um substrato embrionário, e temos evidências disso, causa tendências opostas".

"As vacinas são retiradas de um substrato embrionário, e eles fizeram isso aqui também, então... pode causar tendências opostas", continuou.

Asor também disse que um "governo malicioso global" que inclui Bill Gates, os Maçons e os Illuminati. O vírus fazia parte do plano deste governo para "abater a população global", e a vacina também é porque vai tornar todos gays.

Em resposta, a organização israelense LGBTQ Havruta disse que eles estão "atualmente se preparando para receber nossos novos membros iminentes".

A ideia de que a vacina COVID-19 é feita de fetos abortados é um mito que está sendo espalhado nas redes sociais. As vacinas Pfizer e Moderna não são feitas a partir de células fetais,enquanto outras vacinas que foram desenvolvidas usam células cultivadas em laboratórios a partir de linhas de células fetais que existem há décadas.

E a ideia de que vacinas desenvolvidas a partir de linhas de células fetais poderiam tornar uma pessoa hétero gay é "tão ridícula quanto afirmar que comer um arenque em conserva poderia fazê-lo grávida", disse Michael Barnett, da Aleph Melbourne, uma organização LGBTQ judaica na Austrália.

"É alarmante ouvir tanta ignorância e absurdo sendo vendida por um rabino para sua comunidade, particularmente no meio de umapandemia."

As declarações do rabino Asor estão longe de ser comuns em Israel, que vem vacinando sua população a uma taxa maior do que qualquer outro país do mundo. E as autoridades judaicas têm apoiado amplamente a vacinação e outras medidas tomadas em resposta à pandemia global.