Digo Festival Analises do Filme "Inabitáveis" e "Lésbica Enrustida"

Filme Inabitáveis Anderson Bardot (2020, 25´ Exp. ficção, ES)
Ótimo filme se não for o melhor deste festival.
O tema abordado excelente, ótimas trocas de cena ótimo som, atuação ótima digna de Globo.
Bons quadros de imagens e bela cidade escolhida para o filme.
Recomendação total parabéns a equipe de produção e a equipe de atores.

Sinopse: Uma companhia contemporânea de dança está prestes a estrear Inabitáveis, o seu mais novo espetáculo que aborda como tema a homoafetividade negra. Paralelamente aos ensaios, o Coreógrafo constrói uma amizade com Pedro, um jovem menino negro que não se identifica como menino.

 

Elenco: Castiel Vitorino Brasileiro, Markus Konká, Lucciano Coelho, Mauro Marques e Gil Mendes.

Roteiro  e Direção Anderson Bardot

1ª Assist. de Direção Carol Covre

2ª Assist. de Direção Daiana Rocha

Diretor de Coreografia Gil Mendes

Produção Executiva Anderson Bardot

Produtor Associado Vitor Graize

Diretor de Produção Paulo Gois

Diretor de Fotografia Igor Pontini

1º Assist. de Câmera Willian Rubin

2 º Assist. de Câmera Junior Batista

Operador de Drone Diogo Buloto

Eletricista Aurelí Ribeiro Junior

Maquinário Chacal e Eduardo Fraga

Edição de Som, Mixagem e Desenho De Som Marcus Neves

Diretor Musical  Anderson Bardot e Marcus Neves

Som Direto Natália Dornelas e Marcus Neves

Assist. de Som Direto Yasmin Marques

Diretor de Arte, Efeitos Especiaise Figurino Khalil Rodor

Designer do Objeto "Bolha" - Priscila Lorena Valadão

1º Assist. de Arte Roger Ghil

2º Assist. de Artee Contrarregra Adriano Barbosa

Maquiagem Pablo de Barros Lima

Produção de Set Juane Vaillant

Assist.de Produção Karolina Lopes e Lucas Silva

Motorista Alessandro Gabrielli e Esequias Machado

Catering Ellen Cristina, Gabriel Valentin, Anderson Bardot, Jeane Amorim Valentim,  Aline Valentim Miranda.

Montagem Carol Covre

Cor e Finalização Willian Rubin

Still Luara Monteiro

Projeto Gráfico Paulo Prot

Tradução EE Legenda Carlos Magalhães

Apoios

Museu Capixaba do Negro

Global Village

Semc - Secretaria de Cultura de Vitória

UFES - Supecc - Superintendência de Cultura e Comunicação

1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo

Guarda Municipal de Vitória

Território do Bem

MM Rights Management

Sony Music

 

Produção Associada: Pique Bandeira Filmes

Realização: Vale Encantado Filmes e In Pares



Lésbica Enrustida, Bia Lee (2020, 6´ ficção, SP)

A autora conta a sua história de quando ela se descobriu o filme na verdade é somente uma imagem de fundo que reflete a uma transa entre duas mulheres, e o texto que rolou na tela.

A edição a legenda deixam a desejar, o filme mostra o amor de duas lésbicas, conta a história de uma mulher se descobrindo, o filme também tem duas legendas que em algumas ocasiões acaba preenchendo toda a tela. Um ponto a ser corrigido.

Sinopse:

Isso é uma carta de amor tardia, são desculpas tardias, é um adeus tardio.

 

Ficha Técnica: 

Direção, produção, roteiro, edição: Bia Lee

Gravações originais: Blue Vanities/Filmfare Video

Trilha: Laurie Spiegel