Rússia Rejeita Projeto de lei Mais Homofóbico da História

 

O Gabinete Russo rejeitou um pacote de projetos de lei supostamente destinados a “fortalecer a instituição da família”. De acordo com a comissão que examinou o projeto de lei, as mudanças delineadas no Código da Família teriam inclinado a balança “para os direitos dos pais” em detrimento dos direitos das crianças.



Um grupo de senadores apresentou as alterações propostas à Duma neste verão. Se aprovadas, essas leis teriam afetado gravemente nossas comunidades: as certidões de nascimento incluiriam dados fixos de “sexo ao nascer”; eles também teriam potencialmente negado às pessoas trans o direito de se casar, já que suas certidões de nascimento e passaportes mostrariam marcadores de gênero diferentes como consequência dessas leis. Os senadores também buscaram fortalecer a proibição existente de adoção e custódia de crianças para pessoas LGBT e fechar uma brecha que foi usada no passado para reconhecer os casamentos do mesmo sexo registrados no exterior.

A Rede LGBT russa recebeu bem às notícias nas redes sociais, acrescentando que o Conselho Presidencial para a Sociedade Civil e os Direitos Humanos também rejeitou os projetos de lei.