EUA : Lei Proíbe Gays e Bissexuais de doarem córnea por causa da Aids

Nos Estados Unidos, uma política discriminatória implementada durante a epidemia de AIDS significa que homens gays e bissexuais não podem doar suas córneas se fizeram sexo com outro homem nos últimos cinco anos. No Canadá, eles não devem ter tido contato sexual com um homem nos últimos 12 meses.

Essas políticas significam que milhares de pessoas estão perdendo a oportunidade de melhorar sua visão a cada ano, de acordo com um novo estudo.

O estudo, publicado na  JAMA Ophthalmology , descobriu que até 3.217 doações de córnea de gays e bissexuais masculinos foram rejeitadas apenas em 2018 por causa da política.

“Com milhões de pessoas em todo o mundo precisando de transplantes de córnea, essas córneas descartadas de homens gays e bissexuais poderiam ser usadas para resolver a escassez e restaurar com segurança a visão de milhares de pacientes com cegueira ou deficiência visual da córnea”, disse o autor principal do estudo Michael A Puente, professor assistente de oftalmologia da Universidade do Colorado.

A proibição 'não científica' de homens gays e bissexuais doarem suas córneas deveria ser derrubada.

A proibição foi introduzida pela primeira vez nos Estados Unidos em maio de 1994 devido à crença de que o HIV poderia ser transmitido por meio de transplantes de córnea.

A política foi introduzida sem qualquer evidência científica. Na verdade, nunca houve um caso relatado de transmissão do HIV por meio de transplante de córnea.

Durante as décadas de 1980 e 1990, houve 10 transplantes de córnea relatados em que o doador tinha HIV antes de sua morte. Nenhum dos receptores de transplante contraiu o vírus.

Apesar disso, a política foi introduzida devido ao temor de que o teste de HIV não fosse confiável.

Esta política pode ser alterada sem aumentar o risco de transmissão do HIV, e eu recomendaria às autoridades que ajam o mais rápido possível para ajudar os pacientes que aguardam a cirurgia para restaurar a visão.

No entanto, como o teste de HIV hoje é avançado e confiável, os autores do estudo disseram que não há razão para que a proibição continue em vigor.

“Com os testes virológicos modernos e uma melhor compreensão do baixo risco de transmissão do HIV por meio de transplantes de córnea, esta política de adiamento de cinco anos para gays não é apoiada pela ciência atual”, disse Puente.

“Pedimos aos reguladores federais que reconsiderem essas políticas desatualizadas que estão privando os pacientes da possibilidade de restauração da visão.”

Muitos países, como Espanha, Itália, México, Chile e Argentina, permitem que gays e bissexuais doem suas córneas, e nenhum aumento na transmissão do HIV foi relatado em nenhum desses países.

Em outros lugares, o Reino Unido só permite que gays e bissexuais doem suas córneas se não tiverem feito sexo nos três meses anteriores à morte.

Mudar a política não aumentaria o risco de transmissão do HIV.

Para calcular o número de doações de córnea perdidas todos os anos devido à política, Puente e seus coautores pesquisaram 65 bancos de olhos nos Estados Unidos e Canadá.

Destes, 24 conseguiram fornecer um número específico de doações que foram rejeitadas especificamente por causa da sexualidade do doador.

Usando esses dados, Puente e seus coautores estimaram que entre 1.558 e 3.217 doações de córnea perfeitamente adequadas foram descartadas em 2018 exclusivamente com base na orientação sexual do doador.

“Se é seguro para homens gays doarem seu sangue após três meses de abstinência, não consigo pensar em nenhuma razão científica para continuar a exigir que os homens gays sejam abstinentes por cinco anos para doar seus olhos”, disse Puente.

“Esta política pode ser alterada sem aumentar o risco de transmissão do HIV, e eu exorto as autoridades a agirem o mais rápido possível para ajudar os pacientes que estão esperando por uma cirurgia de restauração da visão”.

Nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, homens gays e bissexuais devem se abster de sexo por três meses para doar sangue.

Políticas semelhantes existem em todo o mundo.

Fonte:PinkNews