homem casado é preso em São Paulo após matar e atear fogo no corpo de Travesti em motel

Um homem de 51 anos foi preso em flagrante suspeito de atear fogo na acompanhante em um motel em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira (26). A vítima morreu no local. O homem, que é casado e funcionário da prefeitura da cidade, foi encaminhado à delegacia e apresentou duas versões para o caso. Ele diz que houve um desentendimento com a acompanhante, que seria uma travesti, sobre o uso de drogas e logo em seguida um incêndio começou.  Porém foi encontrado no carro do homem um pacote de fósforos, um galão com gasolina e um par de luvas. Para a polícia, os elementos indicam que o crime foi premeditado. Depois, o suspeito mudou a versão e disse que a acompanhante era uma mulher com quem ele teria um caso e estaria tentando reatar o relacionamento.