Rússia cria propaganda homofóbica ironizando a adoção de crianças por casais gays

Em meio à pandemia, a Rússia vive um momento político importante, em que o presidente Vladimir Putin procura modificar uma série de leis históricas, entre as quais ele pode permanecer no poder. No entanto, a maior indignação não passou por esse lado, mas por causa da forte discriminação de sua publicidade.

Neste último, o mundo viralizou uma propaganda oficial na qual um casal gay é visto adotando uma criança órfã . Na história, um homem vai atrás do menor e o leva embora com a felicidade de ambos e das mulheres que cuidaram dele neste momento, mas tudo se transforma ao chegar à rua.

O menino pergunta sobre sua mãe e descobre que ele está sendo adotado por um casal gay. Nesse momento, os membros do orfanato se olham indignados, e o pai lhe diz: "Aqui está sua nova mãe, não fique com raiva" . O homem que faria o papel de "mãe" aparece com maquiagem e um colar, e quando o carro chega, ele tira um vestido para dar ao bebê.

Terminando o local, uma das duas mulheres cospe no chão em um gesto de descontentamento com o que ela estava olhando, e no fundo é ouvida uma voz dizendo: " Qual Rússia você escolhe? Decidi para o futuro do país. Vote no emendas à constituição ". 


 

 Opinião LGBT NEWS BRASIL

Acho que a Rússia está mais uma vez inflamando o ódio a Comunidade LGBT.

Ao colocar a cena em que as duas mulheres cospem no chão vendo aquilo como nojento e muito insano.

Existem muitos pais de família que perdem suas mulheres e criam seus filhos sozinhos. 

Homem é tão capaz de cuidar de uma criança quanto uma mulher, mas uma propaganda como essa inflama o preconceito não só contra os LGBTs mas contra as mulheres.

Ao colocar a ideia que cuidar de criança e um papel de mulher. E em pleno século 21 estamos vendo uma russa da era das cavernas.

Fonte Filo.news / el mundo