Mulher Trans e espancada por 15 adolescentes na saída de um club em Sydney Austrália

A polícia australiana está à procura de uma multidão de 15 a 20 jovens "covardes" que brutalmente espancam uma mulher trans inconsciente na praia.

Os homens, que se acredita estarem no final da adolescência, atacaram a mulher na sexta-feira, 20 de março, nas praias do norte, uma área nos subúrbios de Sydney Austrália.
O Manly Daily relata que a mulher de 31 anos, que morava em seu veículo na época, estava estacionada no estacionamento do clube de salvamento Dee Why.
Três homens se aproximaram dela logo após as 20h30 e a agrediram verbalmente. Depois disso, ela foi atacada por todo o grupo de homens que a superou em número, socando e chutando-a no chão no ataque direcionado .
Tendo atingido a mulher repetidamente até ficar inconsciente, fugiu do local, deixando-a com inúmeros cortes, contusões e uma concussão.
A polícia agora está pedindo para falar com todos os jovens envolvidos no que eles descreveram como um "ataque covarde".
Sem que ninguém avance, o gerente de criminalidade da Polícia de Northern Beaches, Michael Boutouridis, também está pedindo ao público que compartilhe qualquer informação que leve à identidade dos agressores.
"A polícia está interessada em falar com qualquer pessoa que testemunhou o incidente ou que esteve envolvida no incidente", disse ele.
De acordo com um morador de Dee Why comentando na página do Facebook da Polícia de Northern Beaches, um grupo de jovens se reúne regularmente na Reserva James Meehan, a área atrás do clube de surf.
Dizem que eles se envolvem regularmente em comportamentos anti-sociais e angustiam os moradores locais.

"Várias pessoas se queixaram de assédio e ameaças", disse o local. "Uma pessoa foi seguida e até teve seu carro violado."
As investigações sobre o assalto continuam. A polícia tem ajudado a mulher trans a encontrar acomodações alternativas após o ataque.
Fonte Pinknews